Internet das Coisas: Os desafios para a segurança da informação

Objetos conectados por meio de sensores inteligentes fazendo o controle de máquinas e equipamentos industriais, atuando no ambiente interno da empresa, presentes no sistema de energia ou em automóveis. As possibilidades são inúmeras.

Segundo dados do Instituto Gartner, o número de dispositivos conectados à internet chegará a 6,4 bilhões em 2016, crescimento de 30% em relação a 2015. Ainda em 2020, esse número chegará a 20,8 bilhões de objetos e terá cerca de 4,1 bilhões de pessoas conectadas à internet.

A disseminação da Internet das Coisas já é uma realidade e estamos apenas no começo do caminho que essa inovação tem a oferecer. Objetos com capacidade de absorver informações, comunicar-se com a internet e tomar decisões autônomas oferecem praticidade e são facilmente adaptáveis e integrados.

Mas, e a segurança? Como usar essa tecnologia e, ao mesmo tempo, se preparar para as possíveis vulnerabilidades?

Principais desafios da Internet das Coisas

Monitoramento de redes

No passado, quando uma empresa usava apenas um e-mail corporativo e um ou dois softwares, manter uma boa senha e atualizá-las já garantia a segurança necessária. Mas, imagine inúmeros objetos conectados à internet, todos eles ligados a setores chave da sua empresa. A vulnerabilidade a ataques e invasões externas é enorme. Conseguir atualizar todos eles e mantê-los sob um controle centralizado, se proteger de ataques DDoS, invasões e tentativas de espionagem é um grande desafio.

Treinamento da equipe

Não basta somente manter os objetos IoT sob controle, é necessária a conscientização e a regulação dos usuários da empresa, a fim de que conheçam o ambiente em que estão inseridos. Um estudo da empresa de segurança Carbonite (2016) revela que “55% das pequenas empresas se preocupam mais com as ameaças de dados do funcionário do que as ameaças de forças externas”. Treinar corretamente os usuários da empresa é um outro desafio bem importante para mantê-la afastada de possíveis perdas de dados e outras vulnerabilidades.

Armazenamento de dados

Outro desafio do uso de objetos IoT na sua empresa é a grande quantidade de dados. Quanto mais objetos, máquinas e equipamentos conectados à internet, mais e mais dados terão de ser armazenados com segurança. Uma pesquisa realizada também pela Carbonite (2016) com 250 profissionais de TI revela que “a perda de dados é o maior medo das empresas e 47% dos entrevistados disseram que o medo de perder os dados os mantêm acordados à noite”.

Independentemente do porte da sua empresa, ela não pode parar por problemas envolvendo a gestão das suas informações. Manter a segurança e a integridade do acesso às informações-chave e, ao mesmo tempo, fazer bom uso das oportunidades geradas pela Internet das Coisas são dois objetivos possíveis. No entanto, para que isso aconteça, você deve estar a par dos desafios que o uso dessa inovação traz consigo.